Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

SESC-SP abre inscrições para seminário gratuito

Data do Evento: 
seg, 09/10/2017 - 13:30 - sex, 13/10/2017 - 21:00

Estão abertas as inscrições para o seminário "Domesticidade, Gênero e Memória" que será realizado pelo Centro de Pesquisa e Formação  - SESC São Paulo, de 23 a 25 de outubro.
 

O seminário “Domesticidade, Gênero e Memória” tem como objetivo aprofundar o diálogo entre a arquitetura, as ciências sociais e a história, de forma a relacionar as permanências e transformações dos espaços construídos com os processos técnicos, estéticos, espaciais, morais, sociais, econômicos e políticos mais amplos. Assim, foram pensadas seis mesas com questões distintas, mas inter-relacionadas, que propõem a discussão em torno dos três temas elencados: domesticidade, gênero e memória.
 

Os trabalhos a serem apresentados enfocam o espaço de casas, edifícios de apartamentos, conjuntos habitacionais, suas concepções arquitetônicas ou formas de apropriação, sua materialidade ou suas representações – escritas, visuais, cênicas.
Centrados ora em sua produção, ora em seu uso, ora em suas interpretações e significados, põem em cena agentes dos mais diversos: proprietárias(os), moradoras(es), promotoras(es), profissionais – de arquitetura, engenharia, decoração, design, jornalismo, literatura, artes visuais, assistência social, negócios imobiliários ou da construção – e instituições – profissionais, empresariais, políticas, religiosas, sociais e culturais.

 

Os suportes documentais que mobilizam exprimem também a diversidade de vozes e papéis que representam: leis, regulamentos, periódicos, artefatos, construções exemplares, desenhos, plantas, fotografias, manuais de donas de casa, álbuns de família, relatos orais, cartas, diários, anúncios, projetos, escritos literários, políticas de governo. Além das seis mesas, estão previstas três sessões de conferências de convidados estrangeiros e nacionais.
 

O evento pretende oferecer uma visão plural das mutações e significados dos espaços urbanos e arquitetônicos nos séculos XIX e XX à luz de questões postas pelas histórias de gênero, práticas profissionais, vida privada, memórias e objetos.
 

O espaço arquitetônico é aqui pensado como algo móvel, polissêmico, negociado, que envolve dimensões materiais, sociais e simbólicas, assim como práticas, normas, experiências, sentimentos, relações, subjetividades. De múltiplos pontos de vista, o universo doméstico, privado ou coletivo, patriarcal ou moderno, popular ou burguês, rotineiro ou experimental, empírico ou representado, feminino ou masculino é o enfoque das seis mesas propostas.
 

O evento é uma segunda edição do Seminário “Domesticidade, Gênero e Cultura Material” que foi realizado nos dias 27 e 29 de maio de 2014 pelo Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo (CPC-USP), o Programa de Pós-graduação em História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp (IFCH-Unicamp) e o Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU-USP), contando para tal também com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).
 
Esta segunda edição propõe ampliar algumas temáticas e aprofundar outras discussões levantadas no evento anterior.

Atividade gratuita.

Inscrições: http://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/seminario-domesticidade-genero-e-memoria

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

contato: centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

SEG a QUA | 23 a 25.10.2017 | das 13h30 às 21h00

Centro de Pesquisa e Formação  - SESC São Paulo. Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar, Bela Vista, São Paulo


 

PROGRAMAÇÃO

 

23/10 – segunda-feira

13h30

Apresentação

 

14h às 16h30

Mesa 1: Trabalhadoras na/da cidade

Mediação: José Tavares Correia de Lira (FAU-USP)

 

1. Sarah Feldman (IAU-USP) – Trabalho e moradia em Santa Efigênia e no Bom Retiro: “enquistamentos étnicos” e “casas de tolerância”

2. Pedro Beresin Schleder Ferreira (Escola da Cidade/FAU-USP) – As mil vias de apropriação da Avenida Angélica: as mulheres entre a cidade, o trabalho e a domesticidade (1890-1920)

3. Sabrina Fontenele (IFCH-UNICAMP/ CPC-USP) – Mulheres, arquitetura e cidade: o modo de vida moderno em São Paulo

4. Luciana Itikawa (IEB-USP) – Mulheres na periferia do urbanismo: informalidade subordinada, autonomia desarticulada e resistência em São Paulo

 

16h45 às 18h45

Mesa 2: Espaços por escrito: cidade e moradia

Mediação: Flávia Brito do Nascimento (FAU-USP)

 

1. Graziela Schneider Urso (FFLCH-USP) – A mulher e o espaço na Rússia Revolucionária: narrativa e memória

2. Ana Claudia Veiga de Castro (FAU-USP) - Carolina e João na metrópole: do popular ao marginal

3. Joana Mello de Carvalho e Silva (FAU-USP) – Deslocamentos na cidade sitiada

 

19h às 21h

Conferências   

Mediação: Heloisa Pontes (IFCH-UNICAMP)

Richard Williams (Universidade de Edimburgo) - The idea of sex in the Californian Case Study Houses

Vânia Carneiro de Carvalho (MP-USP) – Interiores: o espaço doméstico como espaço subjetivo

 

24/10 – terça-feira

14h às 16h30

Mesa 3: Arquitetas, designers, engenheiras, reformadoras

Mediação: Sabrina Fontenele (IFCH-UNICAMP/ CPC-USP)

 

1. Rachel Lee (LMU Munique) – Of mobility and mud: Hannah Schereckenbach’s engagements with vernacular architecture in Ghana

2. Marcela Marques Abla (FAU-UFRJ) – Gênero e produção de habitação social: mulheres pioneiras na arquitetura do século XX

3. Silvana Rubino (IFCH-UNICAMP) – Charlotte Perriand entre as artes decorativas e a arquitetura moderna

4. Andrea Gáti (MDU-UFPE) -  Lar doce lar: parcerias entre casais de arquitetos

 

16h45 às 18h45

Mesa 4:    De casas grandes, senzalas e moradias urbanas

Mediação: Joana Mello de Carvalho e Silva (FAU-USP)

 

1. Rafael de Bivar Marquese (FFLCH-USP) – Os espaços domésticos da Segunda Escravidão: Natchez (Mississippi) e Vassouras (Vale do Paraíba) em perspectiva comparada

2. Ana Lucia Vieira dos Santos (EAU-UFF) - Adaptação e Resistência: a habitação escrava nas propriedades rurais da província do Rio de Janeiro - Século XIX

3. Clarissa de Almeida Paulillo (UNIP/FAU-USP) – Corpo, casa e cidade: três escalas da higiene na consolidação do banheiro nas moradias paulistanas (1893-1929)

 

19h às 21h

Conferências

Mediação: Ana Paula Simioni (IEB-USP)

Luca Greco (Universidade Sorbonne Nouvelle) – Gender, space and language: doing the experience of gender through walking and speech practices

Maria Filomena Gregori (IFCH-UNICAMP) - Prazeres Perigosos

 

25/10 – quarta-feira

14h às 16h30

Mesa 5: Paisagens domésticas, corpo e subjetividade

Mediação: Silvana Rubino (IFCH-UNICAMP)

 

1. José Tavares Correia de Lira (FAU-USP) – Arquitetura, técnicas domésticas, técnicas de si: os dispositivos Schröder, E-1027 e Capuava

2. Marinês Ribeiro dos Santos (PPGTE-UTFPR) - O corpo feminino como parte da paisagem doméstica: a articulação entre roupas e mobiliário nas representações veiculadas em revistas de decoração brasileiras (anos 1960)

3. Ethel Leon (FACAMP/ EBAC) – Moda, beleza e vida doméstica na disputa das superpotências

4. Débora Gorban (CONICET- ICI/ UNGS) – Desmontar esferas: relaciones sociales, usos y significados del espacio doméstico en las actividades de cuidado y belleza

 

16h45 às 18h45

MESA 6 Memórias de vida e memórias do morar

Mediação Mônica Junqueira de Camargo (CPC-USP/FAU-USP)

 

1. Camila Gui Rosatti (FFLCH-USP) - Habitar, narrar e construir: a casa moderna nos relatos biográficos de seus moradores

2. Flávia Brito do Nascimento (FAU-USP) – Do imaginado ao vivido: formas de morar e significado social na habitação social moderna brasileira

3. Tânia Maria Fontenele Mourão (IPAM) – Memórias femininas da construção de Brasília: relações de gênero e invisibilidade

4. Françoise Valery (UFRN) – Vivências femininas e espaços residenciais, nas memórias de mulheres idosas em Natal/ RN

 

19h às 20h30

Conferência

Heterotopias da ilusão: os bordeis, a sociabilidade e o desejo na São Paulo antiga

Margareth Rago (IFCH-UNICAMP)

 

20h30

Encerramento